builderall

A leso medular (LM) uma grave sndrome incapacitante que gera uma deficincia fsica de grande impacto pessoal e social, podendo causar alteraes motoras, sensitivas e autnomas. Acomete principalmente homens jovens e adultos e ocorre mais frequentemente por alguma injria traumtica devido a uma agresso mecnica a medula espinhal.

Ao longo dos anos, com o conhecimento mais aprofundado sobre a leso na medula espinhal e seu tratamento, a expectativa de vida aumentou, mas continua sendo menor do que para os indivduos sem LM. Os fatores que influenciam a expectativa de vida so a idade no momento da leso, o nvel e a extenso da leso.

Para minimizar o mximo possvel os impactos causados em uma pessoa com LM, a fisioterapia de extrema importncia para proporcionar o mximo de independncia funcional e preparar o indivduo a adaptar-se essa nova condio.

Embora o quadro clnico varie de pessoa para pessoa, algumas caractersticas como perda ou diminuio da funo motora e de sensibilidade, espasticidade, disfuno vesical e intestinal, so comuns. ?O trabalho do fisioterapeuta realizar uma boa avaliao para diagnosticar os principais dficits que o paciente apresenta e focar no maior ganho de independncia possvel dentro do quadro clnico apresentado?.

o que afirma a fisioterapeuta especialista em Fisioterapia Neurofuncional e professora Roberta Pasqualucci Ronca que ministra o mdulo de leso medular no curso de ps-graduao em Fisioterapia Neurofuncional do Instituto Imparare | UNIP. Nas aulas, Roberta discute com os alunos a anatomia da medula espinhal, o local e funo dos tratos e vias, os tipos de leso medular, traumtica e no traumtica, leses completas e incompletas, sua incidncia e prevalncia.

Segundo a professora, os alunos so orientados, atravs de teoria e prtica, a como avaliar detalhadamente um paciente com leso medular, de acordo com as diretrizes da Associao Norte Americana de Leso Medular (American Spinal Injury Association - ASIA). Outros pontos importantes abordados so as capacidades funcionais que cada nvel de leso pode apresentar e as complicaes decorrentes de uma leso na medula. 


A abordagem fisioteraputica tambm discutida teoricamente, com apresentaes de casos clnicos, fotos e vdeos de pacientes, e atravs de prticas entre os alunos sobre as atividades funcionais, como rolar, sentar, ortostatismo e a marcha. O aluno orientado tambm quanto a utilizao de rteses, tala extensora, andador, muleta canadense, manuseio de cadeira de rodas, bola sua, entre outras situaes.

Roberta destaca a importncia de conhecer as diversas complicaes que normalmente ocorrem aps a leso e que podem levar o indivduo ao bito, como lceras por presso, trombose venosa profunda, hipotenso postural, entre outras, para poder evit-las. Outra abordagem fundamental, explica, trabalhar junto com os familiares, informando-os sobre o quadro clnico, prognstico e sempre orientando os mesmos.

 

Fonte e imagem: Imparare